Frete Grátis - Veja as regras
39 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Primid 100mg C/ 100 Comprimidos
Primid 100mg C/ 100 Comprimidos

Primid 100mg C/ 100 Comprimidos

Código: 39490
Estoque: 74 unidades em estoque
Por R$63,55
Venda proibida pela internet
Página meramente informativa sobre o produto
Venda somente nas lojas físicas com receituário adequado

Comprar Primid 100mg C/ 100 Comprimidos com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Primid

Frete Grátis
veja as regras
39 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
PRATA
Loja Prata E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Primid

Este medicamento é destinado ao tratamento:

  • Da epilepsia: a primidona, utilizada isoladamente ou com outros anticonvulsivantes, é indicada no controle das crises convulsivas generalizadas e nas crises epilépticas psicomotoras e focais. Ela pode controlar as crises convulsivas generalizadas refratárias à terapia com outros anticonvulsivantes;
  • Do tremor essencial (particularmente em idosos).

Como o Primid funciona?


Primid® contém primidona que é um anticonvulsivante utilizado no controle das crises epilépticas.

Como Usar Primid

Uso adultos e pediátrico acima de 8 anos

Como anticonvulsivo

Administrar de 100 a 125 mg uma vez ao dia (a cada 24 horas), por via oral, ao deitar, durante os 3 primeiros dias. Aumentar para 100 ou 125 mg, duas vezes ao dia, no 4º, 5º e 6º dias. Aumentar para 100 ou 125 mg, três vezes ao dia, no 7º, 8º e 9º dia. No 10º dia, passar para 250 mg, três vezes ao dia. Ajustar de acordo com as necessidades e tolerância do paciente.

Manutenção:

Administrar 250 mg, por via oral, 3 ou 4 vezes/dia. Se necessário, a dose pode ser aumentada até 1500 mg ao dia, em doses divididas.

Limite máximo diário:

A dose total diária não deve exceder 2.000 mg.

Para obter-se o máximo de eficácia, a dose deve ser individualizada. Em alguns casos, deve-se efetuar determinações das concentrações plasmáticas de primidona, para ajuste de dose. A concentração plasmática clinicamente eficaz de primidona está entre 5 e 12 mcg/mL.

No tratamento do tremor essencial

A primidona pode ser usada em doses menores do que as utilizadas como anticonvulsivante (10 mg/kg/dia). Pode-se titular a dose até 250 mg ao dia (em dose única ou dividida em duas doses). Em geral, recomenda-se por via oral, 50 a 62,5 mg/dia.

Limite máximo diário:

Ajustar até o máximo de 750 mg/dia.

Para pacientes em tratamento com outros anticonvulsivantes

Deve-se iniciar com 100 a125 mg de primidona uma vez ao dia (ao deitar), por via oral, aumentando gradualmente a posologia até a dose de manutenção, ao mesmo tempo em que se diminui a outra droga. Este esquema posológico deve ser seguido até que se obtenha um nível satisfatório de dose para a combinação, ou até que a outra droga seja retirada. Quando o objetivo for o tratamento somente com primidona, a transição não deve ser feita em menos de duas semanas.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Primid?


Você pode tomar a dose deste medicamento assim que lembrar. Entretanto, se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando normalmente o esquema de doses recomendado pelo seu médico. Neste caso, não tome o medicamento em dobro para compensar doses esquecidas.

Contraindicação de Primid

Você não deve utilizar Primid® se tiver:

  • Porfiria aguda intermitente.
  • Alergia à droga ou seus metabólitos (fenobarbital e feniletilmalonamida).

Precauções

  • Você deve ser avaliado semestralmente por seu médico, pois o tratamento é geralmente realizado por períodos prolongados;
  • A suspensão de Primid® deve ser realizada com redução gradual da dose a fim de evitar crises convulsivas;
  • Você pode apresentar tolerância diminuída ao álcool e a outros medicamentos que deprimem o sistema nervoso central;
  • Se você fizer tratamento prolongado com Primid®, você poderá precisar receber suplementação com ácido fólico e com vitamina D;
  • O risco/benefício do tratamento com Primid® deve ser avaliado pelo médico em algumas situações clínicas como comprometimento das funções hepáticas, renal e pulmonares;
  • Primid®, assim como outros medicamentos anticonvulsivantes, pode causar pensamentos suicidas. Assim, em caso de pensamentos suicidas, procure imediatamente seu médico;
  • Existe a possibilidade do uso prolongado de Primid® causar dependência física e psicológica;
  • Primid® deve ser usado com cautela em pacientes idosos ou debilitados, pois esses pacientes podem ficar agitados com a Primidona.

Gravidez e lactação

Você deve evitar Primid® na gravidez e durante a lactação, pois a primidona e seus metabólitos cruzam a placenta e as concentrações plasmáticas no recém-nascido são semelhantes às maternas. Por essa razão, sintomas de abstinência podem ocorrer nos recém-nascidos. Os efeitos do medicamento na gravidez e nos lactentes é desconhecido. Relatos recentes sugerem uma associação entre o uso de anticonvulsivante por mulheres com epilepsia e a elevada incidência de malformação, entretanto, uma relação causa/efeito não foi definitivamente estabelecida, pois existe a possibilidade de que outros fatores (como genéticos ou a própria epilepsia) possam ser importantes na causa da malformação fetal. A situação deve ser cuidadosamente avaliada pelo médico, pois a suspensão da medicação pode provocar o estado epiléptico, provocando risco de vida para a mãe e o feto. O médico deve ponderar as possíveis situações ao tratar uma mulher epiléptica em idade reprodutiva.

Hemorragia neonatal por alterações na coagulação, lembrando deficiência de vitamina K, foi descrita em recém-nascidos cujas mães estavam sob tratamento com primidona ou com outros anticonvulsivantes. Gestantes sob tratamento com anticonvulsivantes devem receber como profilaxia, Vitamina K1 durante o mês anterior ao parto e durante sua realização.

Amamentação

Há evidências de que a primidona é excretada no leite materno em quantidade substanciais. Recomendase a descontinuidade da amamentação nos casos em que a lactante persistir no tratamento com a primidona.

Uso Pediátrico

O uso da primidona em crianças pode causar excitação.

Capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Você deve evitar funções onde a falta de atenção pode aumentar o risco de acidentes (operar máquinas, dirigir automóveis etc).

Composição

Cada comprimido de 100 mg contém: 

Primidona 100mg
Excipientes* q.s.p. 1 comp

 Cada comprimido de 250 mg contém: 

Primidona 250mg
Excipientes* q.s.p. 1 comp

*Estearato de magnésio, lactose monoidratada, povidona, croscarmelose sódica e corante amarelo de tartrazina.

Apresentação do Primid


Comprimidos de 100 mg

Caixa com 100 comprimidos.

Comprimidos de 250 mg

Caixa com 20 comprimidos.

Superdosagem

A ingestão de doses elevadas do produto requer imediata hospitalização e controle do paciente.

Mais informações

Código do produto: 39490
EAN: 7896637025225
Tipo de Medicamento: Similar
Registro MS: 1011801310068
Classe Terapêutica: Antiepilépticos
Princípio Ativo: Primidona
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Primid é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
1