Frete Grátis acima de R$120,00 *
39 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Optaflan 100mg C/ 12 Comprimidos
Optaflan 100mg C/ 12 Comprimidos

Optaflan 100mg C/ 12 Comprimidos

Código: 15069
Estoque: Disponível
De R$33,01
Por R$26,41
Quantidade:
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar Optaflan 100mg C/ 12 Comprimidos com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Optaflan

Frete Grátis
acima de R$120,00 (*)
39 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
PRATA
Loja Prata E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Optaflan

Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório / Cápsula

Este medicamento é destinado ao tratamento de uma variedade de condições que requeiram atividade anti-inflamatória, analgésica e antipirética.

Exclusivo Cápsula

No tratamento de estados flogísticos dolorosos e não dolorosos acompanhados ou não por febre, inclusive relacionados ao aparelho osteoarticular. Também é indicado no tratamento de estados febris, nos processos inflamatórios e dolorosos das vias aéreas superiores, na cefaleia, mialgias, reações pós-imunização e dor pós-operatória como, por exemplo: na retirada de amígdalas e adenoide.

Nimesulida (substância ativa) é também de utilidade como analgésico e antipirético em diversos processos infecciosos, tais como, sinusites, faringoamigdalites, otites, etc.

Gel

Nimesulida (substância ativa) é indicado para o tratamento da dor e dos processos inflamatórios de tendões, ligamentos, músculos e articulações devido a traumatismos como: torções, contusões e distensões.

Nimesulida (substância ativa) é indicado como auxiliar no tratamento de osteoartrite e artrite reumatoide.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Nisulid (apresentação de Comprimido Dispersível, Comprimido, Gotas e Supositório), Arflex Retard (apresentação de Cápsula) e Nizuil Gel (apresentação de Gel).

Como Usar Optaflan

Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório

Recomenda-se que Nimesulida (substância ativa), assim como todos os anti-inflamatórios não esteroidais, seja utilizado na sua menor dose efetiva possível e pelo menor período de tempo adequado ao tratamento planejado.

Exclusivo Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas

Aconselha-se administrar Nimesulida (substância ativa) comprimidos dispersíveis após as refeições.

Exclusivo Supositório

  1. Para separar, destaque no picote.
  1. Para abrir, separe as pontas conforme indicado.

Dosagem máxima diária limitada a 4 supositórios.

Posologia do Nimesulida


Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório

Uso para adultos e crianças acima de 12 anos

Comprimido dispersível:

A dose mais recomendada corresponde a 100 mg, ou seja, um comprimido a ser tomado duas vezes ao dia. Dissolver o comprimido em meio copo de água (100 mL), agitar com auxílio de uma colher e tomar. Se necessário você pode colocar mais um pouco de água no copo, mexer com a colher e tomar em seguida. Se preferir o comprimido dispersível pode ser ingerido inteiro, sem a necessidade de dissolvê-lo antes. Nos casos excepcionais, indicados pelo médico podese alcançar até 200 mg duas vezes ao dia, que devem ser tomados pelo tempo mais breve possível.

Comprimido:

A dose mais recomendada corresponde a 50 - 100 mg, ou seja, meio a um comprimido que deve ser ingerido via oral junto a meio copo de água duas vezes ao dia. Nos casos excepcionais, pode-se alcançar até 200 mg duas vezes ao dia, que devem ser tomados pelo tempo mais breve possível.

Gotas:

Cada gota contém 2,5 mg de Nimesulida (substância ativa) e cada 1 mL de Nimesulida (substância ativa) contém 50 mg de Nimesulida (substância ativa). Pingar uma gota (2,5 mg) por kg de peso, duas vezes ao dia, diretamente na boca ou se preferir dilua em um pouco de água com açúcar. Cada 1 mL do produto contém 20 gotas.

Supositório:

A dose mais recomendada corresponde a aplicação de um supositório de 100 mg por via retal, duas vezes ao dia. Nos casos excepcionais indicados pelo médico pode-se utilizar a dose de até 200 mg (dois supositórios de 100 mg) duas vezes ao dia. Aplicação do supositório deve ser exclusivamente por via retal (no ânus).

Populações especiais

Uso em pacientes com insuficiência renal:

Tem sido demonstrado que a Nimesulida (substância ativa) tem o mesmo perfil cinético em voluntários sadios e em pacientes com insuficiência renal moderada (clearance de creatinina de 30 a 80 mL/min). Nestes pacientes não há necessidade de ajuste de dose. Em casos de insuficiência renal grave o medicamento é contraindicado.

Uso em pacientes com insuficiência hepática:

O uso de Nimesulida (substância ativa) é contraindicado em pacientes com insuficiência hepática.

A segurança e eficácia de Nimesulida (substância ativa) somente é garantida na administração por via oral. Os riscos de uso por via de administração não recomendada são a não obtenção do efeito desejado e ocorrência de reações desagradáveis.

Exclusivo Comprimido Dispersível / Comprimido: Dosagem máxima diária limitada a 4 comprimidos.

Exclusivo Gotas: Dosagem máxima diária limitada a 80 gotas.

Cápsulas

Paciente adulto

Uma cápsula via oral de Nimesulida (substância ativa) uma vez ao dia, preferencialmente após a refeição.

No tratamento de pacientes idosos, as doses deverão ser cuidadosamente estabelecidas, podendo ser reduzidas.

Gel

Adultos

Nimesulida (substância ativa) deve ser aplicadA localmente sobre a pele duas vezes ao dia. Uma fina camada do gel deve ser espalhada uniformemente sobre a zona afetada até que a cor do medicamento desapareça.

Duração do tratamento de 7 a 15 dias. Caso os sintomas não melhorem, entre em contato com seu médico.

Nas primeiras horas após a aplicação de Nimesulida (substância ativa), recomenda-se não lavar o local.

Lavar as mãos após o uso.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Nisulid (apresentação de Comprimido Dispersível, Comprimido, Gotas e Supositório), Arflex Retard (apresentação de Cápsula) e Nizuil Gel (apresentação de Gel).

Contraindicação de Optaflan

Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório

Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes que tenham alergia à Nimesulida (substância ativa) ou a qualquer outro componente do medicamento; histórico de reações de hipersensibilidade (exemplo: broncoespasmo, rinite, urticária e angioedema) ao ácido acetilsalicílico ou a outros anti-inflamatórios não esteroidais; histórico de reações hepáticas ao produto; pacientes com úlcera péptica em fase ativa, ulcerações recorrentes ou com hemorragia no trato gastrintestinal; pacientes com distúrbios de coagulação graves; pacientes com insuficiência cardíaca grave; pacientes com insuficiência renal e/ou hepática.

Cápsula

Nimesulida não deve ser utilizado por:

  • Pacientes que tenham demonstrado qualquer tipo de reação alérgica ou incomum a Nimesulida (substância ativa) ou a qualquer um dos componentes da fórmula, ao ácido acetilsalicílico ou outros anti-inflamatórios;
  • Úlcera péptica em fase ativa, ulcerações recorrentes ou com hemorragia no trato gastrointestinal;
  • Pacientes com distúrbios graves de coagulação;
  • Pacientes com insuficiência cardíaca;
  • Pacientes com mau funcionamento dos rins;
  • Pacientes com mau funcionamento do fígado;
  • Pacientes grávidas ou em fase de amamentação;
  • Crianças menores de 12 anos.

Gel

Hipersensibilidade conhecida à Nimesulida (substância ativa) ou aos demais componentes do produto.

Uso em pacientes alérgicos ao ácido acetilsalicílico ou a outros fármacos anti-inflamatórios nãoesteroidais.

Uso em superfícies onde a pele esteja rachada ou aberta ou com infecção local. Uso em queimaduras e feridas.

Não usar em olhos e mucosas.

Uso simultâneo com outros cremes tópicos.

Atualmente não se tem estudos do uso de Nimesulida (substância ativa) em mulheres grávidas, portanto, como para os demais anti-inflamatórios não-esteroidais, o uso durante a gravidez não é recomendado.

Até o momento não há informação disponível sobre a excreção da Nimesulida (substância ativa) no leite materno, portanto, esta não deve ser administrada a lactantes.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Nisulid (apresentação de Comprimido Dispersível, Comprimido, Gotas e Supositório), Arflex Retard (apresentação de Cápsula) e Nizuil Gel (apresentação de Gel).

Precauções

Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório / Cápsula

As drogas anti-inflamatórias não esteroidais podem mascarar a febre relacionada a uma infecção bacteriana subjacente.

O tratamento deve ser revisto a intervalos regulares e descontinuado se nenhum benefício for observado.

Durante a terapia com Nimesulida (substância ativa), os pacientes devem ser advertidos para se abster de outros analgésicos. O uso concomitante de outros anti-inflamatórios não esteroidais durante a terapia com Nimesulida (substância ativa) não é recomendado.

A administração concomitante com drogas hepatotóxicas conhecidas e abuso de álcool, devem ser evitados durante o tratamento com Nimesulida (substância ativa), uma vez que podem aumentar o risco de reações hepáticas.

Comprimido Dispersível / Comprimido / Gotas / Supositório

Populações especiais

Uso em pacientes com distúrbios hepáticos:

Raramente Nimesulida (substância ativa) tem sido associado com reações hepáticas sérias, incluindo casos fatais muito raros. Pacientes que apresentaram sintomas compatíveis com dano hepático durante o tratamento com Nimesulida (substância ativa) (por exemplo, anorexia, náusea, vômitos, dor abdominal, fadiga, urina escura ou icterícia) devem ser cuidadosamente monitorados.

Pacientes que apresentaram testes de função hepática anormais devem descontinuar o tratamento. Estes pacientes não devem reiniciar o tratamento com a Nimesulida (substância ativa). Reações adversas hepáticas relacionadas à droga foram relatadas após períodos de tratamento inferiores a um mês. Dano hepático, reversível na maioria dos casos, foi verificado após curta exposição ao medicamento.

Uso em pacientes com distúrbios de coagulação:

Como AINEs podem interferir na agregação plaquetária, estes devem ser utilizados com cautela em pacientes com diátese hemorrágica, hemorragia intracraniana e alterações da coagulação como, por exemplo, hemofilia e predisposição a sangramento. Contudo, Nimesulida (substância ativa) não é um substituto do ácido acetilsalicílico para profilaxia cardiovascular.

Uso em pacientes com distúrbios gastrintestinais:

Em raras situações, nas quais ulcerações ou sangramentos gastrintestinais ocorrem em pacientes tratados com Nimesulida (substância ativa), o medicamento deve ser suspenso. Assim como com outros AINEs, sangramento gastrintestinal ou ulceração/perfuração podem ocorrer a qualquer tempo durante o tratamento, com ou sem sintomas de advertência ou história prévia de eventos gastrintestinais. Caso ocorra sangramento gastrintestinal ou ulceração, o tratamento deverá ser descontinuado.

A Nimesulida (substância ativa) deverá ser utilizada com precaução em pacientes com distúrbios gastrintestinais, incluindo histórico de úlcera péptica, de hemorragia gastrintestinal, colite ulcerativa ou doença de Crohn.

Uso em pacientes com insuficiência renal ou cardíaca:

Em pacientes com insuficiência renal ou cardíaca, cuidado é requerido, pois o uso de AINEs pode resultar em deterioração da função renal. A avaliação da função renal deve ser feita antes do início da terapia e depois regularmente. No caso de deterioração, o tratamento deve ser descontinuado.

Como os outros anti-inflamatórios não esteroidais, a Nimesulida (substância ativa) deve ser usada com cuidado em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão, prejuízo da função renal ou depleção do volume extracelular, que são altamente suscetíveis a uma redução no fluxo sangüíneo renal.

Por ser a eliminação do fármaco predominantemente renal, o produto deve ser administrado com cuidado em pacientes com prejuízo da função hepática ou renal.

Em pacientes com clearance de creatinina de 30-80 mL/min, não há necessidade de ajuste de dose. Em caso de disfunção renal grave o medicamento é contraindicado.

Uso em idosos:

Pacientes idosos são particularmente sensíveis a reações adversas dos AINEs, incluindo hemorragia e perfuração gastrintestinal, dano das funções renal, cardíaca e hepática. Pacientes com mais de 65 anos podem ser tratados com a menor dose efetiva, 100 mg duas vezes ao dia. Não existem estudos que avaliem comparativamente a farmacocinética da Nimesulida (substância ativa) em idosos e indivíduos jovens.

O uso prolongado de AINEs em idosos não é recomendado. Se a terapia prolongada for necessária os pacientes devem ser regularmente monitorados. Só febre, isoladamente, não é indicação para uso de Nimesulida (substância ativa).

Uso em crianças e adolescentes:

Com relação ao uso da Nimesulida (substância ativa) em crianças, foram relatadas algumas reações graves, incluindo raros casos compatíveis com Síndrome de Reye.

Adolescentes não devem ser tratados com medicamentos que contenham Nimesulida (substância ativa) caso estejam presentes sintomas de infecção viral, pois a Nimesulida (substância ativa) pode estar associada com a Síndrome de Reye em alguns pacientes.

Uso em pacientes com distúrbios oculares:

Em pacientes com história de perturbações oculares devido a outros AINEs, o tratamento deve ser suspenso e realizado exames oftalmológicos caso ocorram distúrbios visuais durante o uso da Nimesulida (substância ativa).

Uso em pacientes com asma:

Pacientes com asma toleram bem a Nimesulida (substância ativa), mas a possibilidade de precipitação de broncoespasmo não pode ser inteiramente excluída.

Alterações na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Nimesulida (substância ativa) tem pouco ou nenhum efeito sobre a habilidade de dirigir ou operar máquinas.

Gravidez e lactação

Não há nenhum dado adequado de uso do medicamento em mulheres grávidas. Dessa forma, o risco potencial em humanos é desconhecido, portanto para a prescrição de Nimesulida (substância ativa) devem ser avaliados os benefícios previstos para a mãe, contra os possíveis riscos para o embrião ou feto.

O uso de Nimesulida (substância ativa) não é recomendado em mulheres tentando engravidar. Em mulheres que têm dificuldades para engravidar ou que estão sob investigação de infertilidade, a retirada do medicamento deve ser considerada.

Não está estabelecido se a Nimesulida (substância ativa) é excretada no leite humano. Nimesulida (substância ativa) é contraindicado durante a amamentação.

Cápsula

Populações especiais

Uso em pacientes com distúrbios de coagulação:

Nimesulida (substância ativa) deve ser administrado com cautela a pacientes com histórico de doenças hemorrágicas, portadores de afecções do trato gastrintestinal superior e pacientes em tratamento com anticoagulantes e outros fármacos inibidores de agregação plaquetária. Desta forma, Nimesulida (substância ativa) deve ser usado com cuidado em pacientes com distúrbios de coagulação (por exemplo, hemofílicos) e em pacientes sob terapia com anticoagulantes.

Uso em pacientes com distúrbios gastrintestinais:

Pacientes em tratamento com substâncias de limitada tolerância gástrica devem ser submetidos a rigoroso controle médico. Pacientes com histórico ou processo de formação de úlcera péptica, inflamações ou hemorragias gastrintestinais, colite ulcerativa, Doença de Chron ou mau funcionamento do fígado, aconselha-se adaptar a dose.

Uso em pacientes com distúrbios hepáticos:

Por ser a eliminação do fármaco predominantemente renal, o produto deve ser administrado com cuidado à pacientes com prejuízo da função hepática ou renal. Pacientes com clearance de creatinina de 30 - 80 mL/min devem ter a posologia reduzida.

Pacientes que apresentarem exames de função hepática anormais, devem descontinuar o tratamento.

Uso em pacientes com insuficiência renal ou cardíaca:

Como os outros AINEs, Nimesulida (substância ativa) deve ser usado com cuidado em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, hipertensão, prejuízo da função renal ou depleção do volume extracelular, que são altamente susceptíveis de sofrerem uma redução no fluxo sanguíneo renal.

A maioria dos pacientes com hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico ou outros AINEs pode usar Nimesulida (substância ativa). No entanto, deve-se tomar cuidado com estes indivíduos.

Uso em pacientes com distúrbios oculares:

Caso ocorram perturbações visuais em pacientes apresentando histórico de alterações oculares, devidas a outros AINEs, o tratamento com Nimesulida (substância ativa) deve ser suspenso e deve-se proceder ao tratamento oftalmológico.

Uso em pacientes com asma:

Pacientes com asma toleram bem a Nimesulida (substância ativa), mas a possibilidade de broncoespasmo não pode ser inteiramente excluída.

Gravidez e amamentação:

Não há nenhum dado adequado de uso do medicamento em mulheres grávidas.

Estudos em coelhos sugerem uma embriotoxicidade potencial, enquanto nenhum efeito foi observado em ratos e camundongos. Dessa forma, o risco potencial em humanos é desconhecido, portanto, para a prescrição de Nimesulida (substância ativa) deve ser avaliado os benefícios previstos para a mãe, contra os possíveis riscos para o embrião ou feto.

Assim como para os demais anti-inflamatórios não-esteroidais (AINEs), o uso durante a gravidez não é recomendado.

O uso de AINEs até o final da gravidez está associado a uma incidência maior de distócia e atonia uterina. Os AINEs também estão associados à indução do fechamento do ducto arterioso. Até o momento não há informação disponível sobre a excreção de Nimesulida (substância ativa) no leite materno e, portanto, este não deve ser administrado a mulheres que estão amamentando.

Pacientes idosos:

O uso prolongado de antiinflamatórios não-esteroides em idosos não é recomendado.

Se a terapia prolongada com Nimesulida (substância ativa) for necessária, os pacientes devem ser regularmente monitorados, pois são mais sensíveis as reações adversas dos antiinflamatórios.

Uso pediátrico:

Em relação ao uso de Nimesulida (substância ativa) em crianças foram relatadas algumas reações severas, incluindo casos muito raros compatíveis com Síndrome de Reye.

Alterações na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Nimesulida (substância ativa) tem pouco ou nenhum efeito sobre a habilidade de dirigir ou operar máquinas.

Gel

Nimesulida (substância ativa) deve ser aplicado unicamente na pele, em superfícies corporais intactas e saudáveis (ausência de feridas e lesões abertas). Evitar o contato com os olhos e mucosas. Em caso de contato acidental com os olhos e mucosas, lavar imediatamente com água.

Nimesulida (substância ativa) é para uso externo e não deve ser ingerido.

Lavar as mãos após aplicação do produto.

Nimesulida (substância ativa) não deve ser utilizado com técnicas oclusivas.

Os efeitos adversos podem ser reduzidos utilizando-se a menor dose eficaz durante o menor período possível.

Visto que a absorção sistêmica de Nimesulida (substância ativa) é insignificante, eventos adversos sistêmicos são improváveis. Entretanto, pacientes com sangramento gastrintestinal, úlcera péptica ativa ou suspeita, disfunção hepática ou renal grave, problemas graves de coagulação ou insuficiência cardíaca severa não controlada devem ser tratados com cautela.

Tratamento concomitante com anti-inflamatórios não-esteroidais via oral deve ser evitado.

Visto que com outros anti-inflamatórios não-esteroidais tópicos pode ocorrer sensação de queimação e excepcionalmente fotodermatite, deve-se prestar uma atenção especial após o tratamento com Nimesulida (substância ativa) também. Os doentes devem ser orientados a evitar exposição direta à luz solar de modo a reduzir o risco de fotossensibilidade.

Após a aplicação tópica de Nimesulida (substância ativa) não se deve utilizar cremes umectantes, bronzeadores ou substâncias que contenham álcool, pois existe a possibilidade de se manchar a roupa. Caso isto ocorra lave a roupa com água quente.

Nas primeiras horas após a aplicação do medicamento, recomenda-se que o local não seja lavado.

Caso a Nimesulida (substância ativa) entre em contato com a roupa, deve-se lavá-la com água quente e sabão neutro.

Nos tecidos á base de poliamida em contato com a Nimesulida (substância ativa), podem surgir manchas amareladas ao serem lavados com sabão alcalino. Nestes casos, a cor amarelada é removida facilmente após a lavagem do tecido e o enxágue sob água corrente.

Uso na gravidez e lactação

Não foram relatadas, até o momento, evidências teratogênicas com o uso de Nimesulida (substância ativa), nem foi detectada a sua excreção no leite materno, porém seu emprego não é aconselhado durante os períodos de gravidez e lactação.

O uso deste medicamento no período da lactação depende da avaliação do risco/benefício. Quando utilizado, pode ser necessária monitorização clínica e/ou laboratorial do lactente.

Uso em pacientes idosos

Não há, até o momento, estudos adequados relacionando a idade com o uso do produto.

Uso em crianças

Ainda não foram estabelecidas as recomendações posológicas e indicações para o uso de Nimesulida (substância ativa) para crianças menores de 12 anos.

Fonte: Bula do Profissional do Medicamento Nisulid (apresentação de Comprimido Dispersível, Comprimido, Gotas e Supositório), Arflex Retard (apresentação de Cápsula) e Nizuil Gel (apresentação de Gel).

Mais informações

Código do produto: 15069
EAN: 7898060133546
Tipo de Medicamento: Similar
Registro MS: 1053500940017
Classe Terapêutica: Anti-Reumáticos Não Esteroidais Puros
Princípio Ativo: Nimesulida
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Optaflan é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
Opiniões sobre o produto
Dê sua opinião sobre este produto
Escolha uma nota:
A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.
1