Frete Grátis - Veja as regras
39 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Lansodon 15mg C/ 2blisteres  7  21 Cápsulas
Lansodon 15mg C/ 2blisteres  7  21 Cápsulas

Lansodon 15mg C/ 2blisteres 7 21 Cápsulas

Código: 18539
Estoque: Indisponível
Ops!
Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar Lansodon 15mg C/ 2blisteres 7 21 Cápsulas com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Lansodom

Frete Grátis
veja as regras
39 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
PRATA
Loja Prata E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Lansodom

  • Tratamento da dispepsia funcional associada ou não à doença do refluxo gastroesofágico (DRGE);
  • No alívio dos sintomas dispépticos relacionados à esofagite, gastrite, úlcera, dismotilidade gastroduodenal e plenitude pós-prandial (pirose, náuseas e empachamento).

Pode ser indicado como tratamento inicial e de manutenção da cicatrização da esofagite de refluxo, ou em casos onde os sintomas não melhoraram adequadamente com o uso isolado do lansoprazol ou da domperidona.

Estudos clínicos realizados com agentes anti-secretores redutores da acidez demonstraram que, tanto nas dosagens de 15 mg de lansoprazol, quanto nas de 30 mg, foram significativamente eficazes no tratamento e manutenção da cicatrização da esofagite de refluxo.

Como este medicamento funciona?


Lansodom constitui-se na associação de dois medicamentos (lansoprazol e domperidona), utilizados para o tratamento da dispepsia funcional associada ou não à esofagite de refluxo (Doença do Refluxo Gastroesofágico).

A dispepsia funcional é uma condição clínica bastante comum, caracterizada por dor ou desconforto na região do estômago, gerando sensação de empachamento ou plenitude principalmente após as refeições.

Os sintomas da esofagite são caracterizados pela sensação de “queimação” no esôfago, relacionados à regurgitação do conteúdo ácido vindo do estômago.

Como Usar Lansodom

Ingerir os medicamentos, preferencialmente 15 a 30 minutos antes das refeições, ou conforme orientação médica.

As cápsulas de lansoprazol devem ser ingeridas inteiras; não abrir ou mastigar as cápsulas.

Ingerir os medicamentos preferencialmente 15 a 30 minutos antes das refeições. As cápsulas de lansoprazol devem ser engolidas inteiras; não abra ou mastigue as cápsulas.

Não devem ser tomadas doses superiores às recomendadas pelo médico.

Seu médico poderá orientá-lo a corrigir seus hábitos alimentares e sugerir que evite deitar após as refeições. Essas são algumas medidas adicionais que contribuirão na melhora dos sintomas.

De acordo com a orientação médica, inicia-se o tratamento com Lansodom 15 ou Lansodom 30.

Posologia


Observar o esquema terapêutico proposto abaixo.

Antes do café da manhã

Tomar 1 cápsula de lansoprazol + 1 comprimido de domperidona.

Antes do almoço

Tomar 1 comprimido de domperidona.

Antes do jantar

Tomar 1 comprimido de domperidona.

Interrupção do tratamento

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. A interrupção repentina deste medicamento não causa efeitos desagradáveis, nem riscos; apenas cessará o efeito terapêutico.

Contraindicação de Lansodom

Você não deverá usar Lansodom se:

  • Apresentar sensibilidade a qualquer um de seus componentes;
  • Sofrer de prolactinoma, uma doença da hipófise.

Hipersensibilidade conhecida ao lansoprazol, à domperidona ou a qualquer componente das fórmulas.

Nos casos em que a estimulação da motilidade gástrica possa ser perigosa, por exemplo, na presença de hemorragia gastrointestinal, obstrução mecânica ou perfuração.

A domperidona é também contra-indicada em pacientes com tumor hipofisiário secretor de prolactina (prolactinoma).

Precauções

Lansoprazol

Os pacientes devem ser advertidos para que não abram ou mastiguem as cápsulas; elas devem ser deglutidas inteiras, para preservar a cobertura entérica dos grânulos.

Por ser eliminado predominantemente por via biliar, o perfil farmacocinético de lansoprazol pode ser modificado por insuficiência hepática moderada a grave, bem como em idosos.

Se possível, você não deverá usar Lansodom se apresentar cólicas graves ou fezes escuras persistentes.

Você deverá informar ao seu médico se tem alguma doença do fígado ou dos rins.

Uso na gravidez

Estudos em animais não mostraram potencial teratogênico para lansoprazol. Entretanto, não existem estudos adequados ou bem controlados na gestação humana. Lansoprazol somente deve ser administrado durante a gravidez se, em criteriosa avaliação médica, os benefícios potenciais justificarem os riscos potenciais para o feto.

Uso na amamentação

Não é conhecido se lansoprazol é excretado no leite materno, devendo-se ter cautela em sua administração a mulheres no período da amamentação.

Uso em pediatria

Não foram estabelecidas a segurança e a eficácia em crianças.

Uso em idosos

Em idosos, Tmax e AUC são o dobro do que aqueles em voluntários jovens. A posologia inicial não necessita ser modificada em idosos, mas doses subseqüentes superiores a 30 mg ao dia não devem ser administradas, a menos que supressão adicional da secreção ácida gástrica seja necessária.

Deve-se ter cautela quando o fármaco for administrado a idosos com disfunção hepática.

Domperidona

Uso em pacientes com distúrbios hepáticos

Como a domperidona é altamente metabolizada no fígado, esta deve ser usada com cautela em pacientes com lesão hepática.

Uso em pacientes com distúrbios renais

Em pacientes com insuficiência renal grave (creatinina sérica > 6 mg/100 mL ou > 0,6 mmol/L) a meia-vida de eliminação da domperidona aumenta de 7,4 para 20,8 horas, mas os níveis plasmáticos da droga foram inferiores aos de voluntários sãos. Como uma pequena quantidade da droga sob forma ativa é excretada pela via renal, é pouco provável que a dose de uma administração única necessite ser ajustada em pacientes com insuficiência renal.

Na administração repetida, contudo, a freqüência das doses deve ser reduzida para 1 a 2 vezes ao dia, dependendo da severidade do distúrbio e pode ser necessário reduzir a dose. Pacientes sob tratamento prolongado devem ser revistos regularmente.

Uso na gravidez

A domperidona dada a animais em doses de até 160 mg/ kg/dia não produziu efeitos teratogênicos. No entanto, como muitos medicamentos, a domperidona somente deve ser utilizada durante o primeiro trimestre de gravidez se isto for justificado pelos benefícios terapêuticos previstos. Até hoje, não existe nenhuma evidência do aumento do risco de malformações em humanos.

Uso na amamentação

Adomperidona é excretada no leite de ratas (na maior parte como metabólitos: pico de concentração de 40 e 800 ng/mL, respectivamente após a administração oral e endovenosa de 2,5 mg/kg) e provavelmente no leite materno também. Não se sabe se isto é nocivo ao recém-nascido. Por essa razão a amamentação não é recomendável às mães que estão tomando domperidona, a menos que os benefícios esperados superem os riscos potenciais.

Pacientes idosos

Em pacientes idosos com distúrbios renais, sob administração repetida do produto, a freqüência das doses deve ser reduzida.

Em pacientes idosos com lesão hepática o uso do produto deve ser feito com cautela.

Composição

Apresentações

Lansodom 15

Embalagem com 2 blisters, contendo 7 cápsulas gelatinosas duras com microgrânulos de desintegração gradual de lansoprazol 15 mg e 21 comprimidos de domperidona 10 mg cada blister.

Lansodom 30

Embalagem com 2 blisters, contendo 7 cápsulas gelatinosas duras com microgrânulos de desintegração gradual de lansoprazol 30 mg e 21 comprimidos de domperidona 10 mg cada blister.

Composições

Cada cápsula gelatinosa dura com microgrânulos de desintegração gradual de lansoprazol 15 mg contém

Lansoprazol

15 mg

Excipientes*

1 cápsula gelatinosa dura

Cada cápsula gelatinosa dura com microgrânulos de desintegração gradual de lansoprazol 30 mg contém

Lansoprazol

30 mg

Excipientes*

1 cápsula gelatinosa dura

*Amido, carbonato de magnésio, copolímero de ácido metacrílico, dióxido de silício coloidal, dióxido de titânio, hiprolose, hipromelose, polissorbato 80, macrogol, povidona, sacarose, silicato de magnésio.

Cada comprimido de domperidona contém

Domperidona

10 mg

Excipientes*

1 comprimido

*Amido, celulose microcristalina, estearato de magnésio, lactose monoidratada, laurilsulfato de sódio, povidona.

Superdosagem

Até o momento não há informação disponível sobre superdoses do lansoprazol e da domperidona em humanos.

Lansoprazol

Em ratos e camundongos, a administração oral de doses de lansoprazol até 5.000 mg/kg (aproximadamente 250 vezes a dose em humanos), não resultou em morte de animais.

Lansoprazol não é removido da circulação por hemodiálise.

Domperidona

Os sintomas da superdose podem incluir sonolência, desorientação e reações extrapiramidais especialmente em crianças.

Medicamentos anticolinérgicos, antiparkinsonianos ou anti-histamínicos com propriedades anticolinérgicas podem ser úteis no controle das reações extrapiramidais.

Não existe nenhum antídoto específico contra a domperidona, mas no caso de superdose, uma lavagem gástrica, assim como a administração de carvão ativado podem ser úteis.

Um controle cuidadoso e medidas de suporte são recomendados.

Os sintomas são auto-limitados e usualmente desaparecem em 24 horas.

Mais informações

Código do produto: 18539
EAN: 7896422508001
Tipo de Medicamento: Similar
Registro MS: 1018104590015
Classe Terapêutica: Gastroprocinéticos
Princípio Ativo: lanzoprazol + domperidona
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Lansodom é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
Opiniões sobre o produto
Dê sua opinião sobre este produto
Escolha uma nota:
A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.
1