Enquanto as meias de maior pressão são indicadas para doenças vasculares, outras podem ser usadas para alívio de sintomas nas pernas


As meias de compressão são meias medicinais feitas com uma tecnologia muito avançada, que permitem o retorno do sangue venoso e da linfa pelas pernas em direção ao coração de forma mais eficiente. Elas comprimem mais forte no tornozelo e esta compressão é decrescente em direção à coxa, proporcionando um direcionamento do fluxo veno-linfático na direção correta. Funcionam como uma ?ordenha? da circulação, permitindo um aumento na velocidade de retorno venoso e uma melhora considerável da circulação.


Elas ajudam a tratar os edemas (inchaços) de diversas origens - linfáticos e venosos - e proporcionam muito alívio aos portadores de varizes dos membros inferiores.

Todas as pessoas que sentem algum desconforto nas pernas, seja dor, peso, edema ou simplesmente lembram que têm perna enquanto estão em sua atividade cotidiana, são candidatos a usarem as meias de compressão. Costuma-se dizer que as meias são como óculos escuros. Durante um dia muito ensolarado e claro proporcionam muito conforto, mas não são obrigatórios. O uso da meia compressora na maioria das vezes também deve ser considerado assim: proporcionam um enorme conforto nos sintomas das pernas e o seu uso deve ser agradável. É claro que existem situações como portadores de trombose, insuficiência venosa crônica e varizes volumosas que têm uma indicação mais formal de uso constante. O importante é ficar claro que o seu uso proporciona alívio, sensação de bem-estar nas pernas e melhora geral dos sintomas de dor, peso e edema.

O início do seu uso é quando, por algum motivo, a pessoa se sentir incomodada com suas pernas. A indicação médica é fundamental na escolha da meia, uma vez que são meias medicinais e que, eventualmente e em casos excepcionais, não podem ser utilizadas.


Tipos de meias compressoras

A meia deve ter uma compressão graduada que seja mais forte próximo ao pé e que vá diminuindo em direção à raiz do membro. Devem ser de material hipoalérgico e sem costuras.

As meias de compressão são classificadas em: meia de suporte, preventiva ou profilática (com pressão menor do que 15mmHg); meia elástica terapêutica (com pressão maior do que 15 mmHg) e meia antitrombo (com pressão entre 18 e 23 mmHg). Dependendo do grau de sintomas e sinais da doença venosa, podemos prescrever uma meia de 20-30 mmHg ou 30-40 mmHg. Existem ainda meias esportivas, que podem ser usadas durante a prática de esportes, que melhoram a recuperação dos músculos principalmente após exercícios muito intensos.

As principais indicações para cada tipo são:

  • Meias preventivas para descanso em pessoas que não têm varizes
  • Meias de 18 a 23 mmHg em viagens de longa duração quando vamos ficar com as pernas paradas por muito tempo para auxiliar a não inchar e prevenir tromboses
  • Meias de 20 a 30 mmHg para pacientes portadores de varizes de membros inferiores, edema e em pós-operatório de cirurgia de varizes
  • Finalmente, as de 30-40 mmHg, reservadas para pacientes portadores de insuficiência venosa crônica que já possuem edema crônico, varizes volumosas, alterações cutâneas e possibilidade de ulceração.


Clique aqui e compre meias de compressão com 20% de desconto!